sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

O retorno…


Houve espanto dado a quebra de silêncio, e os que ouviram, desde longe, o som crescente de animais em seus mugidos, saíram a ver vacas de leite em marcha firme, seguindo um trajeto mesmo sem alguém a conduzi-las... Eram obstinadas por chegar ao seu destino, e o alarido crescente de suas vozes eram como buzinas... Emissárias de Deus mesmo não tendo consciência, eram a parte visível no cortejo, fora os anjos que sobrevoavam o caminho... Ah! E a carga... essa era a missão: atreladas a uma carroça, traziam preciosa carga, a arca sagrada que antes fora tomada, mas à Seu dono verdadeiro, agora, mesmo não requerendo-a diretamente, decidiram mandá-la de volta...Ora, o ato de devolver não foi gesto espontâneo, visto que, antes, na verdade, houve a passagem de Deus na terra de um povo estranho... Iludiram-se (pobres homens...) ao julgar que o que é de Deus pode ser tomado e levado ao subjugar um soldado ou todo um exército... MAS NÃO CONSEGUIRAM E NEM QUISERAM RETÊ-LA!!! Que sábio conselho dos magos à seus reis, Não sejamos obstinados como os egípcios, que só deixaram Israel partir após serem de todo aniquilados, devolvamos a arca antes que venha o Senhor e destrua totalmente a nós e nossos deuses, dado que muito já tem-nos machucado... Ah! Trazei, trazei a arca! Colocai-a sobre uma carroça, depositai junto a oferta de expiação de nossas culpas, e atrelai vacas de leite, e não enviai condutor, pois será que, se os animais abandonarem suas crias, e seguirem pelo trajeto sem ninguém a conduzi-las, saberemos não ser coincidência nossas feridas, mas que fomos feridos pela mão do Senhor... Ah, quão mau presumido foi, no passado, a parteira nomear como Icabô o filho prematuro da mulher que concebeu ao ouvir a notícia de que a arca fora tomada... como a dizer, nunca mais voltará, acabou a glória, acabou a alegria, NÃO! NÃO ACABOU NADA! Nem começou ainda! Os dias de alegria voltarão! Virão pelo mesmo caminho que vistes partir! Se sua benção foi retida no inferno, o próprio inferno vai ter que soltar! E Não será por bondade que o demônio te devolverá, mas por não ter interesse em ser destruído ainda antes do dia em que Cristo voltará... mas, e se aquilo que a guerra levou nunca mais retornar? Fica-te em paz: é porque Deus tem algo muito melhor pra te dar, e em vez de cortejo de vacas puxando carroças, terás carruagens com cavalos de fogo, e um anjo a trazer-te boas novas, junto com a boa parte escolhida que ninguém lhe tirará, o reino dos céus e Sua justiça, e as demais coisas que o Próprio Deus e Pai, a ti acrescentará…

Dá um glória…

Fica com Deus…

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Comentários estão liberados por tempo indeterminado, pois não terei condições, por algum tempo, de moderá-los (estarei sem internet durante algum tempo então não sei quando exatamente retornarei) por isso comentem a vontade e os comentários serão publicados automaticamente, porém, fica assim, logo que consiga voltar e lê-los, caso haja algo ofensivo ou inadequado, irei deletá-los, ok? (porém, tenho que ser justo: todos que passaram aqui e comentaram ou não, até este momento, só trouxeram alegrias). Ah, sim... ainda em tempo, há um post muito indigesto neste blog, se chama "Será que vale a pena...?", este post é tão horrível que, até este presente momento, só mesmo eu tive coragem de comentá-lo, por isso, para promover aquele texto (poema????) horrendo, os heróis (que Deus lhes proteja) que conseguirem comentá-lo concorrerão a uma caixa vazia do meu remédio faixa-preta, com uma dedicatória e meu autógrafo. Fiquem com Deus, assim que possível, retornarei. Bye.