segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Como tocá-lo... (Parte 6)


Quantas histórias belas, que fazem-nos chorar... Bom, esse texto é o último que escrevo sob esse tema (“Como tocá-lo…”), ele fecha o ciclo daquilo que senti de escrever e compartilhar com você. Essa é a sexta e última parte, porém deixo claro tratar-se de uma história inacabada, que vai sendo escrita no tempo presente, e o personagem dessa história inacabada de luta, dor e sofrimento, é você! Não desista da sua história! Não desista da sua fé! Não desista de confiar e esperar em Deus! Porque no fim, quando Cristo aparecer (Ele vai aparecer...) você terá motivos de sobra pra chorar de alegria e soltar o tão esperado grito de contentamento e felicidade... e quando lermos ou soubermos da tua história, vamos nos emocionar, nossa fé será edificada, por sabermos de tuas grandes dificuldades, mas também da tua persistência, e veremos, sim, se você não desistir e continuar lutando, o tão grande livramento e milagre que Deus fará por você… e, acredita, quando ouvirmos sua história, seremos cobertos de força e fé, por saber que, por nós, Deus fará coisas belas, tão belas quanto as que Ele mesmo fará, a respeito da sua causa...

Fica com Deus...

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Comentários estão liberados por tempo indeterminado, pois não terei condições, por algum tempo, de moderá-los (estarei sem internet durante algum tempo então não sei quando exatamente retornarei) por isso comentem a vontade e os comentários serão publicados automaticamente, porém, fica assim, logo que consiga voltar e lê-los, caso haja algo ofensivo ou inadequado, irei deletá-los, ok? (porém, tenho que ser justo: todos que passaram aqui e comentaram ou não, até este momento, só trouxeram alegrias). Ah, sim... ainda em tempo, há um post muito indigesto neste blog, se chama "Será que vale a pena...?", este post é tão horrível que, até este presente momento, só mesmo eu tive coragem de comentá-lo, por isso, para promover aquele texto (poema????) horrendo, os heróis (que Deus lhes proteja) que conseguirem comentá-lo concorrerão a uma caixa vazia do meu remédio faixa-preta, com uma dedicatória e meu autógrafo. Fiquem com Deus, assim que possível, retornarei. Bye.